<body marginwidth="0" marginheight="0" topmargin="0" leftmargin="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d3859208\x26blogName\x3dO+Dedo+do+Quevedo%C2%AE\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://quevedo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://quevedo.blogspot.com/\x26vt\x3d566132462789632748', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>


Selo de Qualidade
Pegue o seu

caso tenha sido premiado


Powered By Blogger TM

Diretorio 100% brasileiro



Certa feita apresentaram-me um vídeo de um médium musical. De violão em punho, ele cantava canções dos espíritos que ali estavam. Só gente da nata! Elvis, Cartola, John Lennon... Cantou uma 'inédita' do compositor da Mangueira.
Gostaria de saber por que estes espíritos estavam juntos. Afinidade? Novas parcerias?Outro fato que intriga é do médium só 'receber' os espíritos de grandes nomes famosos de músicos falecidos. Seria interessante ouvi-lo dizer:

- Aqui tem vários espíritos. Cartola, Elvis, Frank Sinatra (que está conversando com Al Capone), John Lennon, mas eu gostaria de privilegiar um espírito humilde, rapaz da comunidade. Vou incorporar Zé Petto de Vila da Penha. Quero dar uma oportunidade pra ele, que, em vida, não teve a chance de mostrar seu valor...

Tem que instituir um sistema de cotas para os espíritos mais carentes, pois os médiuns não passam de espirualistas neo-liberais, capitalistas que exploram a fama de quem morreu no auge!

***



E veio o ermitão a dizer-me: "todos dizem sobre a crise; não vejo crise alguma! só a verei quando vir magnatas a suicidarem-se, a pularem aos montes das janelas de seus escritórios..."
Também não topei com nenhum cadáver de algum magnata-milionário suicida. Mas parei pra pensar. Magnata suicida é coisa rara hoje em dia, tempos em que a honra nada vale e que um milionário recém-falido pode ficar novamente rico vendendo sua alma (ou sua biografia).
Mas mesmo assim, não vejo o suicídio de magnatas como sinal de crise. Quem se joga das janelas e dos escritórios são justamente quem trabalha para os magnatas; os soldados, os cabos-armeiros e os fuzileiros. No máximo um tenente.
O milionário não há de suicidar-se justamente porque seu bem-estar financeiro (e de sua empresa) é mantido pelo Estado. Este, em defesa de empregos e do equilíbrio comercial, socorre os que estão em perigo (em perigo, não os oprimidos... não confunda!) com a velha desculpa do bem-estar do capital, mesmo que depois de todo o socorro os mesmos milionários demitam os empregados que o Estado tentou preservar.
Ninguém com dinheiro irá suicidar-se. Creio que apenas Judas - que investiu trinta moedas na bolsa - enforcou-se. Depois dele mais ninguém.
Por isso, ermitão, não veremos a chuva de magnatas...
No dia em que um Naji Nahas soltar-se do 22º andar de um prédio comercial e estatelar-se no chão não será sinal de crise, mas de Justiça!

***